Pesquisar neste site...

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Breves Considerações Sobre os Maus Tratos com os Animais


Estou vendo muitas postagens pela internet, tratando dos maus tratos e experiências que as empresas de cosméticos estão fazendo com os animais. Evidentemente, boa parte delas apresenta o assunto pelo viés econômico, entretanto, do ponto de visa moral, quase não encontrei nenhuma publicação a respeito.
Isso e justificado devido à própria vocação humana em procurar o rentável, e destruir o natural. Estamos vivendo um sistema econômico denominado capitalismo, que nada mais e que um modo de vida egoísta, que visa à exploração dos mais fracos em detrimento dos mais "fortes". 

Estando neste sistema, mesmo não concordando, seria impossível ficar alheio a todo ele.
Para justificar esta afirmação, vamos considerar a situação de um “vegan”, que é um indivíduo que evita ao máximo ingerir e utilizar produtos de origem animal (leite, carne, roupas, etc).  Pela internet, estou vendo muitas postagens dizendo que o "vegan" não poderia utilizar computadores, visto que existem peças nos próprios computadores que utilizam matéria-prima animal; e ou, que o “vegan” não pode comprar nenhum tipo de produto, visto que boa parte deles utilizaram direto ou indiretamente produtos de origem animal, e/ou foram produtos originários de testes em animais.
Estes argumentos, no meu ponto de vista, foram criados por indivíduos que desconhecem os sistemas econômicos, as políticas governamentais, e a organização da sociedade como um todo. Obviamente, o "vegan" (e deixo bem claro que eu não sou um) pode fazer o que for possível ao alcance dele para evitar o consumo de animais, mas existem ocasiões que não dependem de uma ação local de um individuo ou grupo, mas sim de uma reformulação socioeconômica e política de um país e sociedade.
Nós, seres humanos, somos egoístas, pois pensamos apenas em nossas famílias, nossos amigos, nossa espécie. No período da Segunda Guerra Mundial, os nazistas fizeram testes com seres humanos, mas hoje em dia, eles não são mais feitos porque a lei proíbe. Todavia, caso fosse permitido, tenho certeza que os testes em humanos continuariam... Ou seja, isto mostra que não foi a sociedade em si que mudou seu padrão de pensamento coletivo, mas sim foi uma imposição da lei que freou o instinto de destruição do ser humano. Deste modo, como perante a lei o homem não pode fazer testes em outros homens, eles fazem testes em animais. É maldade, é destruição, é opressão do mesmo jeito, só que agora é considerado “legalmente correto”.
E pior, somos alienados, uma vez que grande parte das informações contidas nesta postagem não chegam de forma mais clara e direta para as pessoas pelas mídias televisiva, visto que ela é a mídia mais abrangente e a que mais recebe acesso da massa popular.
"Mas as informações estão na internet. É só as pessoas procurarem."
Caso você faça essa afirmação, é porque desconhece (ou finge que não sabe) da realidade da sociedade de hoje em dia. A grande parte da população trabalha diariamente, e no pouco tempo que "sobra", ela é alienada pela mídia social mais perversa: a televisão. A televisão manipula as pessoas, e elas passam a viver e a reproduzir-se nos padrões esperados pelo capitalismo: sociedade consumista, sociedade acrítica, e sociedade dependente.
Então, voltando ao assunto, aceitamos essa carnificina justamente por estarmos dentro deste capitalismo perverso, que cega e aliena a sociedade. Não fazemos nada, pois estamos presos ao egoísmo do consumismo, e a ignorância de não conhecer os processos pelos quais os produtos passam antes de chegarem à nossas casas.

Como resolver este problema?

1 - No meu ponto de vista, primeiramente deveríamos diminuir o consumismo.

Diariamente, devemos nos perguntar se realmente precisamos de um determinado produto. Por exemplo, obviamente, muitos remédios são indispensáveis (ainda) para a população, mas vários outros utilizamos apenas por sermos "hipocondríacos". Alimentação carnívora acontecerá ate quando? Não podemos comer um pouco menos de carne? Porque fazer um churrasco abusivo? Já é comprovado cientificamente que a alimentação a base de carne é totalmente substituível para os humanos.
2 – Investir em ciência.
E claro, caso fosse investido em ciência, muito provavelmente encontraríamos outros procedimentos para eliminar os testes em animais. A informatização e a robótica é uma área promissora para isto, pois já podemos criar modelos nos computadores e fazer testes a parir deles; só falta investimento para aprimorar esta técnica.

3 – Pressão popular.

Aprovo totalmente com as manifestações e atividades visando à proteção dos animais. Pra mim elas devem continuar acontecendo, mas claro, sem violência. Concordo com elas, pois penso que não existe reforma social se não houver pressão da população. Sim, também temos que exigir novas tecnologias que melhorem a vida dos seres humanos, mas que não precise para isso extinguir, humilhar e maltratar os animais.

Para finalizar, poderia continuar aqui falando sobre vários outros motivos que justificam a não realização de testes em animais, ou pelo menos, a diminuição e transparência maior neste processo “holocáustico”. Entretanto me limito aqui, pois tenho certeza que minhas palavras não serão ainda compreendidas por muitos que ainda estão presos à ignorância espiritual coletiva vivida pela humanidade.

Luz e Paz


* Obviamente, não fiz questão de colocar imagens mostrando a carnificina que estão fazendo com os animais. Quis colocar imagens dos bichinhos em ação, brincando, mostrando toda sua pureza e inocência, pois é assim que DEVERÍAMOS enxergá-los.

As imagens foram retiradas dos seguintes sites:
http://www.tocadacotia.com/animais/beagle
http://www.portalfilhotes.com.br/wp-content/uploads/2011/02/Biagles1.jpg

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...