Pesquisar neste site...

sábado, 27 de outubro de 2012

Maledicência e o Desabafo: Quando um desabafo se torna maledicência?



Conversando com uma amiga por email, e lendo opiniões de duas outras colegas de um fórum de discussão online, trago esse texto que falará um pouco sobre a Maledicência e o Desabafo. Deixo claro que se não tivesse lido os comentários dessas duas colegas e dialogado com essa amiga por email, com certeza não chegaria na criação desta postagem. Então vamos lá!

Tudo começa quando nos perguntamos "o que é maledicência?". Respostas prontas já dizem "Falar mal dos outros, da vida alheia, é um ato maledicente". Concordo plenamente com essas afirmativas, entretanto, e quando esses "falar mal" é apenas uma tentativa de desabafar?

Para ser mais claro, vamos imaginar uma situação fictícia. A "Pessoa A" tem uma discussão com a "Pessoa B". A "Pessoa A" fica muito chateada com a discussão, e quer falar com alguém pra contar o que aconteceu, pra desabafar...

Chegamos à dúvida: essa conversa seria maledicência? 

Essa questão nos leva a pensar que, se a "Pessoa A" não conversar com outra para contar o que aconteceu, ela pode ficar sufocada e fechar seus sentimentos, ou como diz no ditado popular: "engolir o choro". E isso é muito ruim, porque vemos o caso de muitos indivíduos que se fecham sentimentalmente e não se relacionam mais com a sociedade, tornando-se pessoas amarguradas. Por isso, pensando por esse lado, eu realmente não tinha a resposta para a questão acima em destaque, mas depois das contribuições dessas colegas e amiga, acho que consigo auferir um ponto de vista.

A "Amiga X do Forum" disse que nem todo desabafo é uma maledicência quando ele é feito sem envolver outras pessoas. Ela ressaltou da importância da termos um "ombro amigo", mas deixou bem claro que para isso, não podemos envolver outras pessoas. A "Amiga Y do Forum" afirmou que a forma como colocamos as palavras no desabafo, como ainda a intenção é que tornam a situação maldosa. Novamente a "Amiga X", em uma outra interessante explanação, disse que se formos pensar bem, quando "desabafamos devido à  ação de outrem, fazemos isso porque tal fato nos incomodou/magoou/ofendeu", e lembra que muitas vezes desabafamos por acharmos que estamos corretos e que o outro esteja errado. Por vim, a "Amiga Y" termina dizendo que o desabafo pode acontecer, entretanto para isso, temos que ser "sereros para conosco, e indulgentes para com o próximo".

Depois dessas brilhantes elucidações, podemos entender que o desabafo é uma aptidão naturalmente humana (leia-se: humana!). Fazemos isso porque precisamos falar para expor nossos sentimentos. Desabafar nunca foi e nunca será proibido, entretanto ele se torna maledicência apenas por nossa própria culpa, pois desabafamos quando  estamos em um estado de espírito em que nos permitimos estar magoados, ofendidos ou incomodados com a atitude do outro. Se ao desabafar, formos indulgentes com os nossos semelhantes, e severos conosco, não iremos expor as atitudes/qualidades negativas de nosso próximo.

O que fazer então? Desabafar ou não desabafar?

Acredito que se chegamos a brigar/discutir com alguém, isso indica que não estávamos em um estado de espírito bom, positivo. Está ai a causa do problema: nosso estado de espírito, vibração espiritual! Acho, portanto, que primeiramente temos que corrigir os problemas internos, que estão dentro de nós mesmos, para só assim desabafar. E este desabafo deve ser no sentido de expor os nossos erros para conseguir buscar solução. Ao invés de dizer "A culpa foi toda dele, porque ele começou a briga", iremos dizer "eu poderia ter evitado se estivesse em um estado de espírito diferente".

Bom fim de semana a todos!
Luz e Paz

2 comentários:

Marlene Oliveira disse...

Amigo Nelio Júnior,

Muito agradeço esta conclusão que você redigiu sobre o desabafo e a maledicência no estudo da indulgência.

Tenha a certeza de que está sendo de muita utilidade para nós e certamente o será para todos os seus leitores.

Paz e luz!

Marlene

Nelio Júnior disse...

Obrigado Marlene pelo comentário :)

Eu que tenho que agradecer pelo envio dos comentários das duas colegas do forum, pois sem eles não conseguiria chegar a uma conclusão.

Aproveito esta para dizer que aqueles comentários me ajudaram bastante :)

Luz e Paz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...