Pesquisar neste site...

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Dialogando a Reencarnação com o Catolicismo



Boa noite!

Hoje é o dia das postagens! Acabei de adicionar um novo texto no meu outro blog, Sonhos Fora do Corpo falando sobre minha última projeção astral. Mas aqui no Nova Era o assunto será outro: Dialogando a Reencarnação com o Catolicismo.

Antes de começar a postar, procurei no Google procurar "visão católica da reencarnação".  Encontrei no blog Canção Nova algo sobre. Para ler clique aqui. Olha o que achei:

"Para que serviria o castigo se não fosse acompanhado da recordação da culpa?"

Hum, interessante essa pergunta. Ela está acompanhada de um breve texto em que o narrador diz que quando ele castiga seus filhos e/ou servos por algum erro, antes de dar a punição, ele repete várias vezes o motivo pelo qual está castigando, para que os castigados não voltem a cometer os mesmos erros.

Infelizmente o autor desse artigo não fez mais questionamentos sobre a ideologia da reencarnação. O que vemos depois são palavras dogmáticas e ortodoxas, que sem motivo aparente, condena quem seja a favor da reencarnação à maior e pior sentença do cristianismo: a anátema. Se não estão acreditando, vão lá no link que postei e vejam os 4 pontos colocados. 

Mas eu não canso, procurei outras "fontes" católicas que dizem sobre a reencarnação.

Encontrei outros "argumentos". O Prof. Orlando Fedeli (historiador católico) diz nesse link que os espíritas e adeptos a reencarnação exigem uma "nova oportunidade", enquanto recusam mudar de vida agora. 

Nessa mesma página, existem vários outros argumentos provenientes de ideologias católicas. Vou resumi-los aqui:
  1. Se reencarnamos para pagar pecados, a vida é um castigo;
  2. Qual foi o primeiro pecado? O homem ou espírito já nasceu com pecado?;
  3. Se a reencarnação fosse verdadeira, a população do mundo deveria estar diminuindo, pois a medida que aperfeiçoassem, deixariam de reencarnar;
  4. "Respondem os espíritas que Deus estaria criando continuamente novos espíritos. Mas então, esse Deus criaria sempre novos espíritos em pecado, que precisariam sempre se reencarnar. Jamais cria ele espíritos perfeitos?";
  5. A reencarnação é contrária a caridade, pois se uma pessoa nasceu em uma condição pior, não pode ser ajudada, pois ela fez por merecer;
  6. "Com efeito, se sabemos que temos só uma vida e que, ao fim dela, seremos julgados por Deus, procuramos converter-nos antes da morte";
  7. Se a reencarnação existir, o homem seria o salvador de si mesmo. E o "Cristo não seria o Redentor do homem".
Pela minha felicidade, acabei de encontrar um arquivo em PDF de José Reis Chaves respondendo a todas as indagações feitas pelo prof. Orlando Fedeli. Os argumentos a favor da reencarnação estão aqui.

É por isso que eu acho que devem existir debates sobre o tema, pois as pessoas fecham suas mentes para novas ideias, não querendo a libertação das velhas, conforme a frase de John Maynard Keynes: "A dificuldade não está em aceitar novas ideias, mas em se libertar das velhas". 

Acho que as vezes pode ser medo, medo de aceitar erros que tenha cometido; preguiça, preguiça de entender que a evolução é eterna.

Amigos, "A mente que se abre a uma nova idéia jamais voltará ao seu tamanho original." (Albert Einstein). Para que ter medo de dialogar sobre novas ideias?

Vou responder todas essas indagações mas em um único texto. Se alguem ainda discordar, leia os argumentos de José Reis Chaves. Não precisa ter medo de ler...

Na verdade não existem castigos, apenas consequências. Criei uma postagem falando sobre isso aqui mesmo no Nova Era. Deus não castiga os filhos, e por esse motivo, ele não precisa avisá-los antes. O que acontece é que sofremos a ação da Lei Natural, ou para os que são adeptos ao "Segredo", a Lei da Causa e Efeito. E claro que somos "avisados" o tempo todo sobre a necessidade de corrigir nosso orgulho, egoísmo, vaidade... Não existe falta de aviso, conforme pregou nosso amigo no artigo.

Os argumentos do professor citado são baseados em sua maioria na afirmação de que a vida, segundo os adeptos a reencarnação, é uma punição. Na verdade, viver não é punição. Viver é aprender, é evoluir. Viver é estudar, é estar em uma escola. Estudar não é punição. Algumas vezes temos que repetir de ano, mas não estamos sendo punidos, apenas não evoluímos o suficiente, e precisamos realizar novamente algumas tarefas.

O homem não nasceu com castigo. Engraçado, o próprio professor insinua uma injustiça Divina o homem nascer com castigo, mas o catolicismo mesmo não explica porque existem tantas diversidades econômicas no mundo! Dizem que herdamos o pecado de Adão, mas contestam a possibilidade do espírito já nascer com pecado. Como herdamos o pecado de outro ser? Super justo católicos, super! Claro que ninguém nasce com pecados. O processo de criação dos espíritos é algo oculto a nós, mas já sabemos que somos criados simples e ignorantes. E a partir daí temos que evoluir. Se houvéssemos sido criados perfeitos, não haveria motivo de viver. 

Dizer que a população mundial está crescendo e por isso a reencarnação é falsa, é negar a Inteligência Suprema e achar que a vida existe apenas na Terra! A vida não existe apenas na Terra. Espíritos que evoluem, vão para outros planetas mais depurados, mas outros vem para a Terra. Os planetas são escolas evolutivas.

A afirmação que a reencarnação é contrária a caridade não leva em conta que, das pregações espíritas, 99% é em torno da caridade. Não é igual nas igrejas, em que 80% da missa é composta de rituais que apenas alheiam o ser humano. As pessoas nascem com carmas, mas isso não quer dizer que não podemos ajudá-las. Na verdade devemos ajudá-las. Jesus mesmo fez isso várias vezes... Jesus nos ensinou também em não julgar os erros dos outros. Por isso temos que fazer a caridade sem pensar se a pessoa que está sendo assistida merece ou não. E alem do mais, até quando essa pessoa deveria sofrer? Quem sabe o alívio de seu carma não seria propiciado pelas mãos de um abrigo, por exemplo?

Jesus quando veio a Terra não nos salvou de pecados futuros. Ele veio trazer seu exemplo de vida e suas mensagens Divinas... Colocar a responsabilidade de nossos atos nas mãos dos outros é fácil e demonstra imaturidade. Dizer que se a pessoa converte-se na sua última hora de vida, seus pecados são salvos, é a mesma coisa de dizer "faça tudo de errado nessa vida, e no fim confesse seus pecados para ser salvo". O engraçado é que um dos argumentos católicos é que a reencarnação faz o homem deixar suas responsabilidades para uma "próxima vida". Mesmo se assim fosse, ele ainda teria que responder pelos seus atos. Mas não é assim que é pregado, a reencarnação diz que já vivemos várias vezes, e que deixar dívidas para outras vidas é negar uma grande oportunidade de recuperação. É como perder um remédio precioso, raro, quando se está doente.

Olha o que encontrei no site "O Espírito" sobre perguntas feitas a TV Canção Nova:

"O Cardeal Dom Serafim disse na Rádio América de Belo Horizonte que, desde que os católicos vão a um centro espírita para fazer o bem, podem ir normalmente. Dom Roque, seu Bispo - Auxiliar, disse também na citada Rádio que o Bom Samaritano de hoje é representado pelos espíritas. Dom Aldo Pagotto, Bispo de Sobral, CE, esteve no programa Espiritismo Via Satélite, do Alamar Régis, e afirmou que a nossa querida Igreja transformou a mensagem de amor de Jesus dos Evangelhos em dogmas. Na Rede Vida, o Pe- Elias tornou público que a metade dos católicos é espírita ou frequenta o Espiritismo.O jornal Opinião da Arquidiocese de BH mostrou, em uma de suas matérias, que 63% dos católicos dessa Arquidiocese crêem na reencarnação. Conheço a mãe de um padre aqui que é espírita. O Pe- Jonas Abib, da TV Canção Nova, diz num livro seu que muitos carismáticos estão deixando suas práticas de impor as mãos e curar as pessoas, porque chegaram à conclusão de que tais práticas são espíritas.O Cardeal Dom Serafim afirma que não é o Espírito Santo que se manifesta para os carismáticos."

O catolicismo cederá e acreditará na reencarnação. O mesmo que aconteceu com a teoria de que a Terra era o centro do Universo vai acontecer com a ideologia de que vivemos apenas uma vida.

Católicos, lembrem-se, "Ser herético é ser contra a Igreja, mas nem sempre significa ser contra Cristo". A Igreja cometeu vários erros no passado, e pode estar cometendo outros. 

Antes de mais nada quero pedir desculpas pelas palavras utilizadas, porque sei que as vezes elas são duras demais. Todavia acredito que as vezes é necessário dizer em alto e bom som, pois só assim as pessoas escutam.

E lembrem-se de esvaziarem a xícara de chá para adicionar mais. Se você está saturado de pensamentos religiosos, esvazie um pouco sua mente e permita a possibilidade de adquirir novas ideias.

4 comentários:

Agamenon Plait disse...

Nélio,
Cheguei até aqui navegando a esmo.
Parei e gostei muito do conteúdo de seu texto. Diria até, que no texto acima, você "psicografou" meus pensamentos. :)) ( Brincadeira, claro!)
Já anexei em meus favoritos e venho regularmente tomar ciência de sua obra.
Parabéns.
Para um blogueiro iniciante como eu, foi um achado. Vou levar conceitos técnicos, visuais, e por que não dizer de conteúdo para meu "bloguinho".
Sucesso sempre, foco contínuo.
agamenonplait.blogspot.com

Nelio Júnior disse...

Obrigado pela visita e comentário!

Visitei o seu blog, gostei do conteúdo.

Luz e Paz

Marlene Oliveira disse...

Olá Nelio Júnior!
Muito bom o texto! Acho que dá um roteiro de palestra!

Muita Paz!

Nelio Júnior disse...

Obrigado pelo comentário Marlene :)

Acho tbm que também daria uma boa mesa redonda :) Um dia participaremos de uma mesa redonda ou uma palestra assim :)

Luz e Paz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...