Pesquisar neste site...

domingo, 12 de agosto de 2012

Os Extraterrestres: da Ciência a Espiritualidade

No final do século XX, no período que perdurava a Guerra Fria, era comum o avistamento de OVNs (Objeto Voadores Não Identificados). Num momento em que o mundo deveria escolher a força socialista da União Soviética ou a massacrante ideologia capitalista, as ameaças vindas de outros mundos seriam uma forma de lembrar a nós terrícolas que não estamos sozinhos no Universo, e embora estivéssemos em uma guerra silenciosa, a qualquer momento teríamos que unir forças para vencer os inimigos que vêm de fora.

É inegável que instituições militares e do governo de modo geral aproveitavam dessa crendice extraterrestre para abafar o que estava acontecendo de fato. Pra quem ainda não sabe, a famosa Área 51 é uma área militar dos EUA que desde o final da Segunda Grande Guerra, abarca diversos mistérios. Dentre eles, uma possível comunicação entre os norte-americanos e os alienígenas, ou então o aprisionamento de discos voadores para estudos. Talvez aproveitando dessa outra crendice popular, o poder militar dos EUA abafava a maior das experiências norte-americanas: a criação de um disco voador.

Essa criação foi conhecida como Projeto Y, e o veículo voador que estava sendo fabricado chamava Avrocar. Como havia rumores que a União Soviética estaria construindo uma "nave em forma de círculo que voava", os norte-americanos acharam que não podiam ficar alheios a esta tecnologia e então fizeram um acordo com o Canadá para que este país construísse um disco voador totalmente "estadunidense". Este acordo foi firmado, e o Projeto Y entrou em execução:

Projeto Y em construção
Avrocar em movimento
Avrocar em movimento 2

Encontrei também um vídeo no Youtube que no final mostra esse disco voador (Avrocar) em movimento:



É claro que foi um fracasso, essa nave não voou mais de 4 metros pois apresentada instabilidade, e o Departamento de Defesa dos EUA cancelou o projeto em 1961. 

Com certeza o governo dos EUA, apreensivo com uma reviravolta soviética, preferiu espalhar rumores sobre extraterrestres, ao invés de divulgar à população que talvez os países socialistas, principalmente a União Soviética, tinham mais tecnologia e que foram (talvez) capazes de criar uma nave em forma de disco que voasse. Depois desses acontecimentos, a temática "extraterrestre" ganhou força, e os CROP-CIRCLES (círculos encontrados em plantações) começaram a aparecer com maior frequência.

Até aqui apresentei a temática dos alienígenas apenas pelo foco científico, de fatos comprovados. Agora, vamos usar um pouco a nossa lógica de raciocínio para averiguar a parte espiritual de tudo o que anda acontecendo e aconteceu no período da Guerra Fria a respeito dos extraterrestres.

Quem são os extraterrestres? Para responder essa questão devo relembrá-los do caso do menino Boris Kipriyanovich, o garoto russo que diz que lembrava de sua existência no Planeta Marte. Se ele viveu em Marte e hoje está na Terra, ele foi um alienígena e hoje é um terrícola (terráqueo). Extraterrestre portanto é quem vive atualmente em algum planeta que não seja a Terra.

Se tivéssemos mais tecnologia e fossemos moralmente mais evoluídos, iríamos a outros planetas em missão de ajuda? Eu mesmo respondo a pergunta de forma positiva. No livro "No Final da Última Hora" do médium André Luiz Ruiz e espírito Lucius, essa questão é respondida em diversos trechos. 

Neste mesmo livro, no "Capítulo 33 - Comentários Surpreendentes", os extraterrestres que vieram ao Planeta Terra ajudar, afirmam que existem dois tipos de visitas alienígenas:

1 - Quando os extraterrestres estão encarnados em um corpo físico;
2 - Quando eles não estão encarnados, ou seja, no mundo em que habitam, eles estão no plano espiritual.

No primeiro caso, eles tem que vir até à Terra em naves especiais, que nossa tecnologia não seria capaz de recriar. Todavia, eles estão residindo em planetas mais depurados, ou seja, mais evoluídos tanto moralmente como cientificamente que o nosso. Estes planetas portanto estão em outra dimensão, e embora eles vêm até a Terra em naves especiais, RARAMENTE elas são avistadas, pois como já foi afirmado, estão em outras dimensões. Nesse caso, em níveis de densidade material, podemos comparar o estado de "encarnados" deles como o nosso estado espiritual.

No segundo caso, eles nos visitam mas sem precisarem de naves, pois não estão presos em corpos físicos. Dessa forma, eles viajam na velocidade do pensamento. Claro que nesse estado, suas influências sobre nós é mais difícil, pois o estado espiritual deles são bem mais fluídicos que os nossos. 

Então porque precisamos de alguém de fora para nos ajudar, sendo que temos tantos espíritos terrícolas dispostos e capacitados para isto?

O problema não está neles, e sim em nós. Para responder essa questão, vamos imaginar nosso cotidiano familiar. Frequentemente recebemos conselhos de nosso pais e família, e várias vezes os conselhos são tantos, que nosso cérebro acostuma a não escutá-los. É quando pensamos "meus avós só me dão sermão", e vem um amigo ou um desconhecido e diz "seus avós estão certos, você tem que seguir o que eles estão dizendo".

Acontece dessa forma com as mensagens de luz ditas por diversos espíritos como Madre Tereza, São Francisco de Assis, Chico Xavier, Irmã Dulce, e vários outros, principalmente Jesus. As mensagens e exemplos desses espíritos missionários são memoráveis, mas muitas vezes não nos tocam, ou nos tocam de maneira NÃO suficiente, pois não mudamos nossas práticas diárias. São nesses momentos que precisamos que seres de luz vindos de outros planetas digam as mesmas coisas para nós, para que talvez assim possamos escutá-las.

São ajudas mútuas entre os planetas, que sempre existiram e sempre existirão! É muito difícil concordar que em mundos evoluídos (moralmente e cientificamente) os seres viventes sejam tão egoístas que não dediquem tempo para ajudar seus irmãos de outros planetas!

Dessa forma, apesar de ter existido e ainda existirem diversos rumores de visitas alienígenas pregadas pela mídia, temos que ter o conhecimento de que em épocas recentes da história humana, pregar visitas extraterrestres foram na verdade estratégias militares e políticas. E ainda hoje, toda essa história de alienígenas são utilizadas como forma de atrativo para algumas cidades ou países.

Por isso temos que entender que nossos irmãos extraterrestres estão presentes entre nós, e embora a mídia e os filmes passam a ideologia de alienígenas destruidores e parasitas, eles estão aqui apenas com uma única finalidade: nos ajudar.

Por hoje é só!
Luz e Paz!

2 comentários:

Marlene Oliveira disse...

Excelente, Nelio!

Eu já desconfiava desses disco voadores, que eram fabricados por aqui mesmo ¬¬

Este aí - avrocar - não foi adiante mas certamente não desistiram.

Mas você chama nossa atenção para a presença real de humanidades noutros planetas. Corretíssimo seu ponto de vista, ao meu sentir.

Quando leio aquelas mensagens canalizadas ainda fico descrente...

Mas estou aqui como eterna aprendiz, se tiver que acreditar vou primeiro entender.

Muita paz!

Nelio Júnior disse...

Obrigado pela visita!

Concordo com você sobre as mensagens canalizadas, pois alimentar o "sobrenatural" é algo corriqueiro entre nós humanos.

Deter o monopólio tecnológico em pleno século XXI é uma grande ferramenta, por isso acho que já temos algum disco voador funcionando por ai, mas ainda em fase de teste.

Boa semana!
Luz e Paz


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...