Pesquisar neste site...

terça-feira, 22 de junho de 2010

Morte - Algumas breves explicações

Vou falar hoje um pouquinho sobre a Morte. É, coloquei essa imagem porque é exatamente isso que acredito que o Espírito sente quando sai do corpo físico: UMA GRANDE LIBERDADE!

Ok! Não estou dizendo pra todo mundo ir por ai morrer não! Temos muitos deveres pra cumprir aqui na Terra e muitos carmas a espiar! Mas o conceito de que morte é FIM, destruição, tristeza, aos poucos seráo abolidos de nosso vocabulário mental!

Praticamente todo dia (não reparei a frequencia), eu recebo um email do O Espiritismo a respeito de um determinado assunto, se essas mensagens são mandadas de forma aleatória para cada pessoa não sei, sei que o tema de hoje foi "A MORTE". Segue abaixo alguns trexos da mensagem e a fonte de origem logo no final:

"A morte é apenas uma mudança de estado, a destruição de
uma forma frágil que não mais fornece à vida as condições
necessárias para seu funcionamento e sua evolução. (...)

Ficai sabendo que os ossos e as cinzas que lá permanecem não
são nada. As almas que os animaram deixaram esses lugares e
revivem sob formas mais sutis, mais apuradas. Do seio do invisível,
onde vossas preces as atingem e as comovem, elas vos
seguem com o olhar, vos respondem e vos sorriem.  (...)

Muitas vezes, os seres por quem chorais e que ides procurar
no cemitério estão ao vosso lado. (...)

 
Muitas pessoas temem a morte por causa dos sofrimentos
físicos que a acompanham. Sofremos, é verdade, na doença que
acaba na morte, mas também sofremos nas doenças de que nos
curamos. No instante da morte, dizem-nos os espíritos, quase
sempre não há dor. Morre-se como se adormece. (...)

LÉON DENIS. Trecho do livro O Problema do Ser, do Destino e da Dor. (Editado) 

_______________________________________________


É isso gente, não disse muita coisa, mas expressei aqui as mais relevantes e simples para o contexto. Vamos pensar em nossos entes queridos com felicidade, para adiantarmos o nosso e o progresso deles.


A Morte é a porta para a Verdadeira Vida

3 comentários:

ValériaC disse...

Jr querido amigo...adorei...tema excelente...
Por mais que possamos não gostar do assunto, a morte física é um fato e é inevitável para todos, claro, cada um ao seu devido tempo.
O corpo tem importância no sentido que a alma necessita dele, para realizar as aprendizagens aqui, onde vivemos, porém terminado este período, o espírito se liberta, indo para onde lhe for de seu merecimento e afinidade.
Se quisermos ir para um "bom lugar" depois do desencarne, cuidemos muito bem do que plantamos ainda encarnados.

Um abraço carinhoso pra ti amigo
Valéria

Marlene Oliveira disse...

Imaginemos um muro. Estamos de um lado. A morte é o outro lado!
Bjks. Alegria e Paz!

Jr disse...

Ainda bem que sempre posso contar com vcs duas aqui! Muito obrigado pelos comentarios!

Valeria, muitas pessoas nao gostam de tratar desse assunto, acho que é uma espécie de trauma ou instinto. Mas chega uma hora que ele tem que ser explanado como outro assunto qualquer, porque, como a Marlene disse, existe apenas um muro que separa o mundo material do Espiritual.

Marlene, breves e muito explicativas as suas palavras! Foi uma relação muito rápida, ágil porem que dá uma ideia muito grande sobre o que separa o "mundo de cá" com o de "lá". Simples e clara!

Novamete, obrigado pelo comentario gente!
Luz e Paz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...