Pesquisar neste site...

domingo, 14 de fevereiro de 2010

Deus

Livro dos Espíritos
Capítulo 1 - DEUS

1 O que é Deus?

– Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas.

2 O que devemos entender por infinito?

– O que não tem começo nem fim; o desconhecido; tudo o que é desconhecido é infinito.

3 Poderíamos dizer que Deus é infinito?

– Definição incompleta. Pobreza da linguagem dos homens, que é insuficiente para definir as coisas que estão acima de sua inteligência.

* Deus é infinito em suas perfeições, mas o infinito é uma abstração. Dizer que Deus é infinito é tomar o atributode uma coisa por ela própria, é definir uma coisa que não é conhecida por uma outra igualmente desconhecida.

__________________________________________

(...)

De acordo com Allan Kardec, podemos dizer que Deus é eterno, porque se tivesse tido um princípio, teria saído do nada, ou, então, também teria sido criado por um ser anterior. É assim que, de degrau em degrau, remontamos ao infinito e à eternidade.

Além de eterno, Deus é imutável, ou seja, não pode mudar jamais, porque se estivesse sujeito a mudanças, as leis que regem o Universo nenhuma estabilidade teriam.

Para ser imutável, Deus necessariamente tem que ser imaterial, quer dizer, a sua natureza difere de tudo o que chamamos matéria, pois de outro modo Ele estaria sujeito às transformações da matéria.

Sendo eterno, imutável e imaterial, Deus tem também de ser único, e nem poderia ser diferente, porque se existissem muitos Deuses não haveria unidade de vistas, nem unidade de poder na ordenação do Universo.

Como conseqüência de ser eterno, imutável, imaterial e único, Deus é onipotente, onipresente e onisciente, ou seja, Ele é todo poderoso, está presente em tudo e em todos e tem conhecimento integral do passado, do presente e do futuro.

fonte: terraespiritual

____________________________________________

Conhecer verdadeiramente Deus não é uma tarefa fácil, imaginar sua forma para nós é impossível, uma vez que ele não tem. Dizemos que acreditamos em Deus, que o conhecemos, mas isso não é o suficiente. "Palavras saem e não voltam jamais". Temos que se apoiar Nele em todos os momentos de nossas vidas, seja na dor ou na felicidade, onde principalmente O esquecemos.

Ouvi um comentário interessante do Roger Bottini (autor de livros como "A História de Um Anjo", "Universalismo Crístico"), onde ele diz que só lembramos de Deus nas filas dos hospitais, e que no Natal quem é lembrado é o Papai Noel. Fiquei pensando, refletindo, e vi que é verdade. Na Páscoa lembramos do Coelhinho da Páscoa e dos ovos de chocolate, no Carnaval nem é preciso falar, nas outras datas comemorativas muitas vezes até esquecemos de Deus, e assim vai...

Criei essa postegem apenas para tentar mostrar a imensidão dos Atributos Divinos, e o quanto eles são ainda indescritíveis para nós, por causa da nossa pobresa de linguagem...

Que possamos irmãos lembrar de Deus sempre, em qualquer lugar e em qualquer ocasião.

Que assim seja!

4 comentários:

Marlene Oliveira disse...

Gostei muito deste post!
Deus está acima da limitada compreensão que temos. Felizes os que acreditam que Ele está conosco porque é um meio seguro de seguirmos sem temores. Sigamos, vigiando e orando sempre! E tudo será fácil, leve, iluminado! :) Paz e bem!

*Teresa Cristina* disse...

Olá Jr, é muito bom estar aqui também!
Deus está longe da abordagem humana, mas dos nossos sentimentos não.Vejo Deus tds os dias, sinto sua presença em tudo e em cada um q passa por mim, na natureza...Bjss no ♥

Paula disse...

Jr, passei hoje para conhecer seu espaço e gostei muito!! Que vc continue sempre assim e que possamos trocar muitas idéias!
Uma semana iluminada!!

Marlene Oliveira disse...

Olá!
Ganhei um selo e repasso pra você. Beijos! Paz e Alegria!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...